Sexta-feira, 30 de Março de 2012

Cabo Verde no " Jogo de Gato e Rato, enquanto os Cães ladram – gratuitamente"

 

 

Diz o ditado " Enquanto os cães ladram – a caravana passa". A Caravana é esta montanha de bandidos (empoderados e empobrecidos). Conta o provérbio que " Cão que ladra – não Morde".

 

 

 

Para engordar a vergonha nacional , perante toda a Nação, e aos olhos do mundo, se assiste em Cabo Verde à um tremendo e inédito quotidiano; só comparável ao Estado onde a Autoridade deste mesmo Estado é posto no Chão por quem deveria zelar pelo cumprimento das leis da República.

 

 

Os Jornalistas (ainda que sejamos, ingloriamente, acusados de sermos o "responsável" pelo estado de lástima em que se encontra este país) lia que, temos denunciado em notícias e artigos de opinião a cambada de malfeitores e lesa-pátria que saquearam e saqueiam, ainda, hoje, a tranquilidade, o erário público, as nossas prisões, os nossos tribunais, o nosso mar, nossas ruas, tranquilidade, nosso passado, futuro e presente – ante o beneplácito dalguns juízes que – por razões que o cabo-verdiano bem desconfia – dizia, um punhado de gente do foro que, sem motivos aparentemente legais (de interpretação da lei dizem) mandam com TIR (Termo de Identidade e Residência) aqueles que à barba cara dos meritíssimos se afinam como criminosos.  

 

 

O caso das notas falsas, posto em liberdade sob TIR, é ilustrativo de como se consegue ludibriar as fianças da Justiça ainda que se pague à troco de milhares de notas falsas.

 

Porque as verdadeiras foram gastas na operação da Policia Judiciaria, cujos agentes têm motivos de sobra para se sentirem diminuídos e assaltados no seu brio policial e/ou profissional. Digo que o dinheiro foi gasto e não investido. Investimento, julgo, seria caso fosse mandado para a Cadeia esse cidadão.

 

É tanto  por escrever que começo a pensar se não seria boa ideia, mudar de profissão. De cidadão limpo à bandido! Pelo menos estaria sob TIR e longe da verdadeira aplicação/interpretação dos Códigos que regem a nossa tamanha Injustiça para com aqueles operacionais que 24 horas por dia garantem um sono menos pesado aos futuro dos nossos filhos.

 

Elisângelo Ramos

 

 



publicado por Elisângelo Ramos às 15:54
JORNALISMO CULTURAL
Elisângelo Ramos
Pesquisar
 
Comentários Recentes
Olá :)Este post está em destaque Na Rede na homepa...
A Gala 'vozes Femininas' foi uma boa iniciativa. ...
Meu caro,Cabe-nos apurar os factos. Prometemos ir ...
Favoritos
Patrocinador/Mecenas

Arquivos
blogs SAPO